Enquanto você fala

Um reencontro inesperado faz brotar sentimentos fortes, a novidade e saudade reforça velhos desejos. Momentos de insanidade e cegueira seletiva faz a pessoa sair de si, ir para um mundo paralelo, ver e viver somente o que faz feliz, realizar sonhos no desejo de ficar por lá eternamente. 

O poema "Enquanto você fala", retrata exatamente essa situação. Ele se pega sozinho depois do reencontro, lembrando da loucura que foi ficar cara a cara com seu desejo mais forte, tentando entender e se entender sobre o que aconteceu, enlouquecido de paixão.


Ontem eu te vi 

Você estava tão linda 

Na hora eu senti 

Algo que não sentia ainda 

 

Meu dia escureceu 

Eu não sei explicar 

O que aconteceu 

Mas tudo mudou! 

 

Hoje eu pensei 

Passei o dia pensado em você 

O dia passou e eu não 

Consegui te esquecer 

 

O tremor nas pernas 

Que não passava 

Quase caio por terra 

Enquanto você falava! 

 

E eu me perdi 

E me apaixonei por ti 

Eu não sei como isso 

Pode acontecer 

Eu não posso mais fingir 

E agora estou aqui 

Pronto para me entregar 

Pra você 

 

Ontem eu te vi 

Você estava tão linda 

Na hora eu senti 

Algo que não sentia ainda 

 

O tremor nas pernas 

Que não passava 

Quase caio por terra 

Enquanto você falava! 

 

E eu me perdi 

E me apaixonei por ti 

Eu não sei como isso 

Pode acontecer 

Eu não posso mais fingir 

E agora estou aqui 

Pronto para me entregar 

Pra você 

 

Eu via a sua boca se mexer 

Mas não ouvia nada 

Eu via o ponteiro se mover... 

Imaginava os teus beijos 

O tempo parado para eu realizar 

Todos meus desejos! 

 

E eu me perdi 

E me apaixonei por ti 

Eu não sei como isso 

Pode acontecer 

Eu não posso mais fingir 

E agora estou aqui 

Pronto para me entregar 

Pra você

Leave a comment

Please or register to post.

Add comment